Clamarei em 2013

Dois anos passaram rápido… De 2011 para cá foram muitos dias escrevendo diariamente neste blog e compartilhando minha experiência em ler a bíblia com você. Foi muito bom! Valeu muito a pena! E tenho certeza que o compromisso de escrever aqui foi o que me ajudou a seguir até o fim.

Infelizmente 2013 será um ano complicado para manter o blog. Estou me preparando para começar um mestrado no início de fevereiro e já percebo que não será fácil. Com certeza pretendo manter meu “relacionamento” com a bíblia este ano, que é muito mais do que o contato com um livro – é uma proximidade com Deus, que transforma nosso dia a dia em algo muito mais gratificante do que podemos imaginar quando estamos distantes dEle.

Meus queridos leitores, seguidores, visitantes, amigos – meus irmãos em Cristo – não terei tempo suficiente para atualizar o blog este ano, mas estarei junto com vocês por meio da leitura da Palavra de Deus.

FIQUEM COM DEUS

Plano de leitura da bíblia

Mais um ano se vai e eu fico muito satisfeita por ter passado 2012 na companhia da Palavra de Deus diariamente.

Como vocês sabem, li a bíblia inteira pela primeira vez em 2011 e acabo de terminar a leitura pela segunda vez. Desta vez foi mais difícil, mas bem mais edificante, porque ao reler as histórias conseguimos aprender mais profundamente os ensinamentos nelas contidos. Foi maravilhoso.

Em 2013 desejo que você também tenha mais contato com a Palavra de Deus e que, conhecendo mais a vontade do Senhor para sua vida, seja mais e mais abençoado e testemunhe do evangelho de Cristo a mais e mais pessoas, com palavras e atitudes.

Abaixo, deixo o plano de leitura completo que utilizei este ano. Use à vontade!

Plano de Leitura da Bíblia – Clamarei

Também recomendo os planos de leitura da Sociedade Bíblica do Brasil, que você pode consultar clicando aqui.

Tenham todos um ótimo 2013 e que a graça de Cristo esteja com todos nós!

Culto eterno

Todos os domingos, dois irmãos sentavam-se na primeira fileira de cadeiras da igreja, e observavam seu pai na liderança do culto de adoração. Uma noite, após colocar os meninos na cama, o pai ouviu um dos meninos chorando. Perguntou-lhe o que estava acontecendo, mas o menino hesitava em responder. Finalmente, o garoto confessou: “Papai, a Bíblia diz que vamos adorar a Deus no céu para sempre. Isso é tempo demais!” Por imaginar o céu como um longo culto de adoração em que seu pai estaria liderando, o céu lhe parecia muito entediante!

Embora, algumas vezes, eu gostaria que tivéssemos mais informações sobre o céu, todos nós temos uma certeza: tédio não poderia ser a palavra certa para descrevê-lo. Veremos belezas jamais vistas, incluindo o rio da água da vida, brilhante como cristal (Ap 22:1). Experimentaremos a glória de Deus que iluminará o céu (Ap 21:23 / 22:5), e desfrutaremos de uma vida sem dor ou tristeza (Ap 21:4).

Sim, com certeza adoraremos no céu. Pessoas de toda tribo, língua, povo e nação (Ap 5:9) regozijarão em louvor a Jesus, o Cordeiro digno que morreu e ressuscitou por nós (Ap 5:12).

Iremos juntos gozar na glória da presença do Senhor — para sempre! E nem por um segundo ficaremos entediados!

Fonte: Nosso andar diário

Rei dos reis

Sejam os “reis” deste mundo artistas, celebridades, atletas, magnatas ou mesmo cabeças coroadas: eles vêm e vão. Sua influência pode ser imensa – e seus seguidores fanaticamente leais – mas não dura para sempre.

A bíblia, no entanto, refere-se a Jesus Cristo como o Rei eterno. Apocalipse 17 fala profeticamente de reis terrenos que vão lutar para estabelecer sua autoridade no final dos tempos. Os estudiosos da bíblia têm debatido as identidades destes reis, mas não há nenhum engano a respeito daquele a quem não podem dominar: Guerrearão contra o Cordeiro, mas o Cordeiro os vencerá, pois é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; e vencerão com ele os seus chamados, escolhidos e fiéis (Ap 17:14).

Jesus Cristo, o Senhor é Rei, e Ele reinará para sempre.

O Rei dos reis e Senhor dos senhores,
Que reina hoje dentro do nosso coração,
Um dia vai trazer a Sua paz sobre a terra -
Um reino que não perecerá.

Não há maior privilégio do que ser um súdito do Rei dos reis.

Fonte: Our Daily Bread

Corpo de Cristo

Muitas pessoas questionam a “obrigação” de fazer parte de uma igreja, afinal, Deus não está em todos os lugares? Então podemos cultuá-lo em casa mesmo, certo?

Sim, certo – devemos fazer isso, inclusive. Mas há alguns bons motivos para ser membro de uma igreja e um deles está registrado justamente no livro de Apocalipse, no Cap 12, versos 13-17.

A igreja, corpo de Cristo, unidade, está protegida por Deus e não pode ser destruída pelo diabo. E então, frustrado por não ser capaz de atingir a igreja, por mais que a persiga com furor, satanás dirige toda a sua rira aos filhos da igreja, aos que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus Cristo, que como indivíduos, estão susceptíveis ao engano.

Bom, se teremos que enfrentar o mau, que seja com a maior chance de vencer: juntos. Isso é a igreja. E não precisa nome ou placa na porta. Basta adoradores verdadeiros, que anseiem conhecer, obedecer e praticar a Palavra de Deus.

Fico feliz por fazer parte de uma igreja!

Fiquem com Deus.

Publicado originalmente no meu outro blog: Clique aqui e visite!

Orações de vitória

Quando ele abriu o sétimo selo, houve silêncio no céu por volta de meia hora.
Vi os sete anjos que se acham em pé diante de Deus; a eles foram dadas sete trombetas.
Outro anjo, que trazia um incensário de ouro, aproximou-se e se colocou de pé junto ao altar. A ele foi dado muito incenso para oferecer com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro diante do trono.
E da mão do anjo subiu diante de Deus a fumaça do incenso juntamente com as orações dos santos.
Então o anjo pegou o incensário, encheu-o com fogo do altar e lançou-o sobre a terra; e houve trovões, vozes, relâmpagos e um terremoto. 
(Ap 8:1-5)

No livro de Apocalipse, o apóstolo João antevê uma ligação direta entre os mundos: visível e invisível. No ponto culminante da história, o céu permanece silente. Sete anjos em pé com sete trombetas, aguardam. O silêncio impera, como se o céu estivesse na expectativa de ouvir. E um anjo recolhe as orações do povo de Deus na terra — de louvor, lamento, abandono, desespero, súplica — misturadas com incenso e apresentadas perante o trono de Deus (Ap 8:1-4). Rompe-se o silêncio quando o cheiro suave das orações é lançado a terra, enviando tempestade de: “trovões, relâmpagos e terremoto” (Ap 8:5).

A mensagem é clara. As orações são indispensáveis na vitória final sobre o mal, o sofrimento, e a morte.

Fonte: Nosso andar diário

Santo, santo, santo

Ap4

Promessa aos vencedores

Todas as cartas às igrejas da Ásia têm um mesmo padrão. Há, por exemplo, uma identificação de Cristo, uma afirmação do conhecimento íntimo das igrejas, exortações e promessas. Elas foram enviadas para sete igrejas na Ásia que viviam situações distintas, mas que no somatório são situações de todas as igrejas em qualquer época. Portanto, o número sete é literal, pelo fato de serem sete igrejas, e é ao mesmo tempo simbólico, pois indica a totalidade das igrejas em todas as épocas e lugares.

Fonte: Revista Compromisso Ano CVI, nº 424, 4T12

As fraquezas e conquistas destas sete igrejas são as mesmas que nossas igrejas têm hoje. Devemos, portanto, nos esforçar para vencer as fraquezas e procurar manter as conquistas, certos de que as promessas feitas às igrejas da Ásia também são feitas a nós.

Ao vencedor darei o direito de comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus. (Ap 2:7b)

O vencedor de modo algum sofrerá a segunda morte. 
(Ap 2:11b)

Leia as sete cartas na íntegra em Apocalipse 2 e Apocalipse 3, aprenda o que Deus espera das igrejas e conheça todas as promessas que Ele faz aos que vencerem.

Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.
(Ap 3:22)

Amar obedecendo

Conhecemos a Deus obedecendo os Seus mandamentos. (1 Jo 2:3)

Sabemos que amamos os filhos de Deus obedecendo os Seus mandamentos. (1 Jo 5:2)

Amamos a Deus obedecendo os Seus mandamentos. (1 Jo 5:3)

E este é o amor: que andemos em obediência aos Seus mandamentos. Como vocês já têm ouvido desde o princípio, o mandamento é este: que vocês andem em amor.  (2 João 1:6)

Amor e obediência estão sempre juntos. Amar é obedecer. Nosso amor a Deus é concretizado pela obediência à Sua palavra, aos Seus mandamentos. E Ele nos deixou como maior mandamento o amor.

Para amar é preciso obedecer. Para obedecer é preciso amar.

Já tentou entender ou explicar o amor? É complexo. Talvez o mais difícil dos sentimentos para se descrever. Por outro lado, obediência é um conceito muito sólido, que temos arraigados na mente desde crianças.

Mas Deus nos explicou muito claramente o que é o amor verdadeiro. Amar não tem nada a ver com um sentimento confuso, estonteante e descontrolado. Amar é obedecer.

Se você deseja cumprir o mandamento de Jesus amando a Deus e aos próximos faça isso por meio da obediência, da submissão, da aceitação, da doação. Então você perceberá que amar é muito mais fácil do que pode parecer.

Desejo ser íntegro

O ano de 2007 ficou conhecido como “O Ano de Vida Enganosa” para a Coréia do Sul, devido aos inúmeros escândalos no país envolvendo acadêmicos que apresentaram pesquisas e estudos com conclusões falsas e aos políticos corruptos. Uma pesquisa feita por 340 professores selecionou a frase chinesa “ja-gi-gi-in” (enganando a si mesmo e a outros), para definir o ano.

Não deveríamos nos surpreender ao ouvir sobre tal tipo de engano. O apóstolo Paulo escreveu: Contudo, os perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados (2 Tm 3:13).

Enganar significa fazer com que os outros creiam na falsidade como sendo a verdade e aceitar o errado como sendo o certo.

Nossa defesa contra o engano é conhecer a Palavra de Deus porque toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça (2 Tm 3:16). A correção visa corrigir o que está errado e a instrução, tornar conhecido o que é certo. A Palavra de Deus não somente nos conscientiza do que está errado, mas também nos estimula e nos ensina a fazer o que é correto.

2012 está terminando… Qual é a sua resolução para o ano que se inicia?

Caminhar corretamente diante de Deus e dos outros e ser perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra? (2 Tm 3:17). Então leia e aplique a Palavra de Deus, pedindo que o Senhor o torne uma pessoa íntegra.

Fonte: Nosso andar diário