Seja feita a vontade do SENHOR

 

 

Lamentar-se não é pecado. A tribulação que Jó sofria era tanta que não haveria neste mundo homem algum capaz de suportar sem sentir dor, sem sofrer.

Jó sofreu, lamentou com palavras impetuosas a sua triste situação, mas deixou para Deus a decisão acerca de seu destino:

“Se tão-somente fosse atendido o meu pedido, se Deus me concedesse o meu desejo, se Deus se dispusesse a esmagar-me, a soltar a mão protetora e eliminar-me! Pois eu ainda teria o consolo, minha alegria em meio à dor implacável, de não ter negado as palavras do Santo.” Jó 6:8-10

Morrer traria conforto. Jó então desejou a morte, mas não abandonou a fé em Deus. Ele queria morrer, se fosse essa a vontade do SENHOR. Dos primórdios da humanidade, Jó nos ensina algo que anos depois o próprio Cristo também viria a nos ensinar: a submissão à vontade de Deus.

Ó SENHOR, venha o Teu Reino; seja feita a Tua vontade, assim na terra como no céu. (Mt 6:10)

Jó não conhecia a oração do Pai nosso, mas praticava estas palavras.

Que esta oração seja verdadeiramente parte de nossas vidas.

Você também vai gostar de ver:

Deixe aqui seu comentário sobre o Clamarei.