Socorro na angústia

Lia foi dada por esposa a Jacó no lugar de Raquel (Gn 29:21-23). Pobre Lia. Foi desprezada pelo marido desde o início do casamento, já que Jacó amava Raquel. E mesmo tendo dado a luz seis filhos e uma filha, não conquistou a preferência do marido.

Ah, se Lia pudesse imaginar que de seu ventre nasceria o messias. Judá, seu quarto filho, foi escolhido para ser antepassado de Jesus. E mais, o terceiro filho, Levi, viria a ser o antecessor de gerações de sacerdotes. Quanta graça!

Lia teria vivido mais feliz se conhecesse o futuro…

Mas, assim como Lia, não conhecemos o futuro. E podemos estar passando por situações de humilhação e desprezo, como ela viveu. Mas, para que se afogar em angústia quando não é possível enxergar o que está por vir. Não precisamos viver em constante conformismo, mas é preciso aprender a agradecer por tudo. Mesmo nas menores coisas sempre haverá algo pelo que se alegrar, afinal Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia (Sl 46:1).

Você também vai gostar de ver:

Deixe aqui seu comentário sobre o Clamarei.