Oferta de gratidão

Doze mil homens armados para a guerra, mil de cada tribo, foram enviados à guerra contra Midiã, conforme o Senhor tinha ordenado a Moisés. (Nm 31:5-7)

Venceram. Voltaram vitoriosos e o despojo da guerra foi dividido entre os que lutaram na guerra e o restante da população israelita. Uma parte destes bens foi entregue aos levitas, reservada como tributo ao SENHOR. (Nm 31:27-30)

Mas o exército israelita ofereceu ainda uma oferta voluntária a Deus. Uma oferta de gratidão, por terem retornado ilesos da batalha. Todos os doze mil homens estavam de volta às suas famílias e queriam agradecer por isso. (Nm 31:48-50)

Provavelmente esses doze mil homens pediram a Deus que lhes concedesse a vitória e que lhes permitisse retornar em segurança da batalha. Foram atendidos e não se esqueceram de agradecer a Deus por isso.

Não há nada de errado em pedir o apoio de Deus quando enfrentamos batalhas em nossas vidas. Mas quando a vitória for alcançada, não podemos esquecer que é o SENHOR que concede a libertação. Agradecer é reconhecer a soberania de Deus na nossa vida.

Você também vai gostar de ver:

Deixe aqui seu comentário sobre o Clamarei.