Archive for 6 de julho de 2012

Jovem rei

Joás tinha sete anos de idade quando se tornou rei, e reinou quarenta anos em Jerusalém. O nome de sua mãe era Zíbia; ela era de Berseba.
(2 Cr 24:1)

Os primeiros anos de Joás não foram fáceis. Ele foi salvo pela tia Jeoseba de ser morto pela própria avó, a cruel Atalia. Viveu escondido por 7 anos. Foi criado no templo, local obviamente pouco visitado pela idólatra Atalia, aos cuidados do sacerdote Joiada, seu tio.

Uma infância um tanto quanto conturbada, não acha? Mas não foi só isso.

Joás ainda era muito jovem – tinha 7 anos de idade – quando o sacerdote Joiada decidiu que já era hora de destronar Atalia e coroar o verdadeiro herdeiro do trono: o pequeno Joás.

Joás fez o que o Senhor aprova enquanto viveu o sacerdote Joiada. (2 Cr 24:2)

A fraqueza do Joás pode ter sido reflexo de suas experiências na infância. Certamente, seus primeiros anos de reinado foram comandados por outras pessoas (o próprio Joiada e talvez sua mãe e outros conselheiros), e o resultado foi um rei já adulto que ainda não tinha aprendido a tomar as próprias decisões. Por isso, enquanto teve ao seu lado um bom conselheiro, permaneceu ao lado do SENHOR, mas, quando este se foi, passou a trilhar caminhos duvidosos.

Joás cresceu, mas não aprendeu a buscar seu próprio caminho. Fez a vontade de Deus, não apenas porque sentia esse desejo, mas por que era dominado pela influência  daqueles que estavam a sua volta.

Não podemos agir como Joás. É preciso crescer e amadurecer na fé!

É bom estar cercado de bons conselheiros, mas as nossas decisões precisam ser conscientes. Precisamos desejar de coração fazer a vontade de Deus e para isso devemos buscar a cada dia uma maior intimidade com Ele, orando, lendo a bíblia e também procurando bons conselhos.