Archive for Amós

Fome da Palavra

“Estão chegando os dias”, declara o SENHOR, o Soberano, “em que enviarei fome a toda esta terra; não fome de comida nem sede de água, mas fome e sede de ouvir as palavras do SENHOR.
Os homens vaguearão de um mar a outro, do Norte ao Oriente, buscando a palavra do SENHOR, mas não a encontrarão.
(Am 8:11-12)

O povo não tinha apetite para a Palavra de Deus quando profetas como Amós a transmitiam. Por causa de sua apatia, Deus disse que eliminaria até a oportunidade  de ouvirem Sua mensagem.

Nós temos a Palavra de Deus, a Bíblia, mas muitos ainda procuram as respostas para os problemas da vida em outros lugares, exceto nas Escrituras. Você pode ajudá-los, se encaminhá-los para a Bíblia e mostrar-lhes as seções que falam de suas questões e necessidades especiais. A Palavra de Deus está à nossa disposição. Ajudemos as pessoas à conhecê-la antes que chegue o tempo em que não poderão mais encontrá-la.

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

Buscai o bem

181º dia: Am 7-9

Israel seria punido. Como em uma peneira só restam os grãos de trigo, assim também apenas sobreviveriam em Israel os puros de coração (Am 9:9). O povo seria dizimado, uma vez que o mal prevalecia, mas não seria extinto, pois Deus manteria a sua promessa à raiz de Jacó (Am 9:8).

Finalmente, então chegaria o dia em que os sobreviventes deste povo poderiam retornar à sua terra, com a promessa de Deus, de nunca mais serem arrancados de lá (Am 9:13-15).

Muitos cairiam para nunca mais se levantar (Am 8:14). Mas haveria esperança para aqueles que fossem fiéis a Deus de coração: o povo de Deus (Am 9:12). Da mesma forma há esperança para todos nós, pelo amor e misericórdia de Deus.

180º dia: Am 4-6

Muitas eram as transgressões de Israel, mas dentre estas, Amós destacou a opressão aos pobres (Am 4:1 / 5:11). Entre muitos outros pecados, Israel foi tomado pelo egoísmo. Aos poucos as vontades pessoais por poder e riqueza prevaleceram e o povo abandonou a si próprio. Esse alerta de Amós quanto a este pecado me faz lembrar das palavras de Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo (Lc 10:27). Amarás o teu próximo como a ti mesmo (Mt 22:39b).

Em Israel não havia mais amor…

O castigo por tanta maldade é profetizado de forma bastante clara:

Um povo levantado por Deus oprimiria a nação de Israel e todo o povo seria levado cativo para uma terra distante. Em escravidão edificariam casas de pedras lavradas, mas nelas não habitariam; plantariam vinhas desejáveis, mas não beberiam do seu vinho.

Amós nos ensina o que fazer para não padecer como Israel:

Busquem o SENHOR e terão vida.
Busquem o bem, não o mal, para que tenham vida.
Então o SENHOR, o Deus dos Exércitos, estará com vocês.
(Am 5:6a / Am 5:14)

179º dia: Am 1-3

Amós proclama em Israel o juízo de Deus. O castigo que certamente viria contra as nações que viviam em constante transgressão. E assim vai listando cidade a cidade. Damasco, Gaza, Asdode, Ascalom, Ecrom, Tiro, Edom e tantas outras (Am 1:3 a 2:3) seriam destruídas, queimadas, consumidas por terem vivido em desobediência a Deus. Finalmente, os reinos de Judá e Israel são acrescentados à extensa lista (Am 2:4-16). O povo separado por Deus é equiparado às nações mais iníquas da terra. Que triste cenário!

Diz o SENHOR: De todas as famílias da terra só a vós vos tenho conhecido; portanto eu os castigarei por todas as vossas iniquidades. Porque não sabem fazer o que é reto. (Am 3:2, 10a)

O castigo é então anunciado por Amós: Portanto, o Senhor DEUS diz assim: O inimigo virá, e cercará a terra, derrubará a tua fortaleza, e os teus palácios serão saqueados. (Am 3:11)

Me parece que daqui pra frente Israel passará por maus bocados… e termino hoje cheia de curiosidade para ler o texto de amanhã e conhecer o desfecho desta passagem.

Tenhamos todos um excelente dia, na companhia de Deus!