Archive for Isaías

Fique junto à porta

Esta é a palavra que veio a Jeremias da parte do Senhor:
Fique junto à porta do templo do Senhor e proclame esta mensagem:
“Ouçam a palavra do Senhor, todos vocês de Judá que atravessam estas portas para adorar o Senhor.
Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: Corrijam a sua conduta e as suas ações, eu os farei habitar neste lugar.” 
(Jr 7:1-3)

Jeremias deveria proclamar a mensagem do Senhor à porta do templo. Mas por que Deus o enviaria para este local específico?

O povo continuava frequentando assiduamente o templo, embora não adorasse a Deus verdadeiramente.

Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim (Is 29:13). O que disse Isaías ficou ainda mais verdadeiro nos tempos de Jeremias. As atividades no templo continuavam, mas o motivo da existência do templo foi abandonado e o que era para ser a casa do Senhor, se tornou mais importante do que o próprio Deus. Portanto, não poderia haver lugar melhor do que ali, à porta do templo, para tentar fazer com que alguns percebessem o vazio de seus supostos cultos e atos de adoração.

E nós? Também temos uma missão dada por Deus de ir pelo mundo pregar o evangelho (Mc 16:15), certo? E qual seria o melhor para fazer isso? Que tal à Porta?

Jesus é a Porta (Jo 10:9) e somente junto dEle teremos autoridade para proclamar as boas novas. Se não estivermos acompanhados do poder e glória de Jesus, nossa palavras não passarão de discursos vazios.

Fique junto à Porta… Esta mensagem também é para nós!

Juiz, legislador e rei

Pois o Senhor é o nosso juiz,
o Senhor é o nosso legislador,
o Senhor é o nosso rei;
é Ele que nos salvará.
(Is 33:22)

Juiz, legislador e rei… Na nossa sociedade estas funções são exercidas por pessoas distintas, quase sempre com o objetivo de ter certo controle sobre a tirania, protegendo, assim, o povo de líderes opressores.

Mas Deus não está sujeito às consequência do poder; em qualquer circunstância, Ele sempre julga com justiça, e ainda adiciona um tanto de amor e misericórdia.

O Senhor é rei, soberano, o único digno de realeza.

O Senhor é legislador, que estabelece as leis, que distingue o certo e o errado, o verdadeiro e o falso, o bom e o mau.

O Senhor é Juiz, que condena e que absolve, que é fiel e justo para perdoar os pecados daqueles que os confessarem arrependidos de coração (1 Jo 1:9).

O Senhor é Deus, pois dele, por ele e para ele são todas as coisas.
A ele seja a glória para sempre! Amém.
(Rm 11:36)

Deus conhece o coração

Ai daqueles que descem às profundezas para esconder seus planos do Senhor,
que agem nas trevas e pensam: “Quem é que nos vê? Quem ficará sabendo?”

Pois Ele [Deus] enxerga os confins da terra e vê tudo o que há debaixo dos céus. 

Porque Deus é maior do que o nosso coração e sabe todas as coisas.
Ele trata cada um de acordo com o que merece, visto que conhece o seu coração. 

(Is 29:15 / Jó 28:24 / 1 João 3:20 / 1 Rs 8:39b)

* * * * * * * * * *

 Sim, SENHOR, só tu conheces o coração do homem.
(1 Rs 8:39c)

Palavra que não engana

O rei da Assíria enviou um mensageiro à Jerusalém, na tentativa de convencer seus habitantes, que se encontravam isolados pelos muros da cidade temendo um ataque assírio, a se renderem. Na tentativa de desencorajar Jerusalém, o mensageiro questionou:

E se você me disser: “No Senhor, o nosso Deus, confiamos”; não são dele os altos e os altares que Ezequias removeu, dizendo a Judá e a Jerusalém: “Vocês devem adorar aqui, diante deste altar”? (Is 36:7)

O representante do rei da Assíria alegava que Ezequias havia insultado a Deus quando destruiu os seus altares e obrigou o povo a adorar somente em Jerusalém. Entretanto, a reforma de Ezequias visava eliminar a adoração aos ídolos (que acontecia principalmente nas colinas), para que o povo adorasse somente o verdadeiro Deus. Ou os assírios não conheciam a religião do Deus verdadeiro, ou pretendiam enganar o povo, fazendo-o crer que haviam enfurecido um Deus poderoso ao destruir os altares idólatras.

Da mesma forma, Satanás procura nos enganar e confundir. E basta estar confuso acerca da verdadeira vontade de Deus para, ainda que sem perceber, se afastar dEle. Para evitar o engano de Satanás, devemos estudar cuidadosa e regularmente a Palavra de Deus. Quando compreendemos aquilo que Deus diz, não somos enganados por mentiras.

Adaptado de: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

Incomparável

Assim diz o Senhor:
“O céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés. Que espécie de casa vocês me edificarão? É este o meu lugar de descanso?”
“Não foram as minhas mãos que fizeram todas essas coisas, e por isso vieram a existir?”, pergunta o Senhor. 
(Isaías 66:1-2)

O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra,
não habita em templos feitos por mãos de homens;

Nem tampouco é servido por mãos de homens,
como que necessitando de alguma coisa;
pois Ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas.

(At 17:24-25)

Definitivamente, nosso Deus é incomparável!

Trapos imundos

Somos como o impuro — todos nós! Todos os nossos atos de justiça são como trapo imundo. Murchamos como folhas, e como o vento as nossas iniqüidades nos levam para longe. (Isaías 64:6)

O pecado nos torna impuros e nos impede de nos aproximarmos de Deus, como se fôssemos pedintes em trapos imundos, desejando participar da mesa de um rei. Nossos melhores esforços ainda estão contaminados pelo pecado. Portanto, a nossa única esperança é a fé em Jesus Cristo – o único que pode nos purificar e levar à presença de Deus.

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;
Sendo justificados gratuitamente pela sua graça,
pela redenção que há em Cristo Jesus.
(Rm 3:23-24)

Vestes de salvação

É grande o meu prazer no Senhor! Regozija-se a minha alma em meu Deus! Pois ele me vestiu com as vestes da salvação e sobre mim pôs o manto da justiça, qual noivo que adorna a cabeça como um sacerdote, qual noiva que se enfeita com jóias.
Porque, assim como a terra faz brotar a planta e o jardim faz germinar a semente, assim o Soberano Senhor fará nascer a justiça e o louvor diante de todas as nações. 
(Isaías 61:10-11)

Não volte a pecar

Vejam!
O braço do Senhor não está tão curto que não possa salvar,
e o seu ouvido tão surdo que não possa ouvir.

Mas as suas maldades separaram vocês do seu Deus;
os seus pecados esconderam de vocês o rosto dEle, e por isso Ele não os ouvirá. 

(Is 59:1-2)

Não há como estar perto do pecado e de Deus ao mesmo tempo. Um nos afasta do outro.

Alguns se perguntam:
‘Se Deus nos oferece perdão então podemos pecar, depois pedimos perdão e pronto!’

Não sejamos enganados por essa doutrina vazia, artimanha do inimigo para tirar de vez Deus de nossas vidas. Lembrem-se sempre: o pecado nos afasta de Deus.

Sim, Deus é o Senhor do perdão, mas, lembra-se do que Jesus disse à mulher adúltera, depois de salva-la do apedrejamento?

Declarou Jesus: “Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado(Jo 8:11).

Jesus disse ainda algo semelhante ao paralítico que havia curado há pouco:

“Olhe, você está curado. Não volte a pecar, para que algo pior não lhe aconteça” (Jo 5:14).

Somos perdoados e, ao mesmo tempo, exortados a não cometermos os mesmos erros. Certamente não seremos capazes de alcançar a perfeição neste mundo, mas precisamos buscar com afinco manter o pecado o mais afastado possível, e assim, Deus estará cada vez mais perto.

O perdão de Deus estará sempre disponível àqueles que se arrependerem de coração e entregarem suas vidas ao Senhor, mas será que é possível haver arrependimento verdadeiro por parte daqueles que pecam deliberadamente, por acreditar que depois serão perdoados? Se você age como estes últimos, cuidado: o inimigo pode estar te pregando uma peça, e vai concluir o seu feito, se você não vigiar.

Não deseje pecar. Não se exponha a situações pecaminosas conscientemente. Não se deixe levar pelo que a sociedade considera correto, mesmo consciente de que Deus não aprova determinadas atitudes…

E a respeito dos pecados que cometemos sem perceber, oremos a Deus como o salmista:

Quem pode discernir os próprios erros? Absolve-me dos que desconheço! (Sl 19:12)

Busquem o Senhor

Busquem o Senhor enquanto se pode achá-lo; clamem por ele enquanto está perto.
(Isaías 55:6)

Isaías exorta-nos a buscar a Deus enquanto Ele está próximo. Deus não planeja afastar-se, porém, muitas vezes, O deixamos ou erguemos barreiras de pecados entre nós e Ele.

Não espere até encontrar-se à deriva, e longe de Deus, para procurá-lo. Quanto mais tempo passar, mais difícil será volta para Ele. Também existe a triste possibilidade de Deus vir a julgar os homens antes que você decida voltar. Busque a Deus agora, enquanto pode fazê-lo, antes que seja tarde demais.

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

Salvação que dura para sempre

“Ergam os olhos para os céus, olhem para baixo, para a terra;
os céus desaparecerão como fumaça,
a terra se gastará como uma roupa,
e seus habitantes morrerão como moscas.
Mas a minha salvação durará para sempre, a minha retidão jamais falhará.”
(Isaías 51:6)

As promessas de Deus para nós são maravilhosas.
Que bom é confiar no Senhor e esperar somente nEle, que nos ama tanto que permitiu que Seu filho, Jesus Cristo, fosse ferido por causa das nossas transgressões.

Que bom poder cantar alegremente:

Que segurança sou de Jesus! Eu já desfruto o gozo da Luz!
Sou por Jesus herdeiro de Deus. Ele me leva à glória dos céus.