Archive for Malaquias

Restaurando o relacionamento

Deus ama perfeita e completamente. E Seu amor é u a atitude em ação – presenteando, guiando e guardando. Ele é completamente verdadeiro, fiel para com Suas promessas e o seu povo escolhido. Mas constantemente rejeitam o Senhor, quebram a aliança, seguem outros deuses e vivem por si mesmos. Assim seu relacionamento com o Deus amoroso está quebrado, como um vaso caído ao chão.

Mas a ruptura não é irreparável; a esperança não está completamente perdida. O Senhor pode curar, consertar ou fabricar o vaso novamente. O perdão está disponível e é precisamente a graça de Deus.

Esta é a mensagem de Malaquias, o profeta de Deus em Jerusalém. Suas palavras lembravam aos judeus, a nação escolhida do Senhor, de sua desobediência voluntária, a começar pelos sacerdotes (Ml 1:1 a 2:29), e também incluía cada um em particular (Ml 2:10 a 3:15). Eles mostraram desprezo pelo nome de Deus (Ml 1:6), ofereceram sacrifícios profanos (Ml 1:7-14), levaram outros ao pecado (Ml 2:7-9), infringiram as leis do Senhor (Ml 2:11-16), chamaram o mal de “bem” (Ml 2:17), guardaram os dízimos e as ofertas de Deus para si mesmos (Ml 3:8-9) e tornaram-se arrogantes (Ml 3:13-15). O relacionamento foi rompido, então experimentariam o juízo e o castigo.

Em meio a tanta maldade, porém, havia alguns fiéis – o remanescente – aqueles que amavam e honravam a Deus. O Senhor derramaria Suas bênçãos sobre estes homens e mulheres (Ml 3: 16-18).

Malaquias traz um retrato impressionante da deslealdade de Israel, mostrando claramente que o povo era merecedor do castigo. Mas toda esta mensagem está entretecida com a esperança – a possibilidade de perdão. Este fato está graciosamente expresso em Ml 4:2…

Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, e cura trará nas suas asas; e saireis e saltareis como bezerros da estrebaria.

Malaquias conclui seu livro com uma promessa do “profeta Elias”, que oferecerá o perdão de Deus a todas as pessoas através do arrependimento e da fé (Ml 4:5-6).

O livro de Malaquias constitui uma ponte entre o Antigo e o Novo Testamento. Ao lê-lo, considere-se como o destinatário desta mensagem que Deus envia ao seu povo. Avalie a profundidade de seu compromisso, a sinceridade de sua adoração e a direção de sua vida. Então permita que o Senhor restaure seu relacionamento com Ele através de Seu amor e de Seu perdão.

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

287º dia: Ml 1-4

Os sacerdotes permitiam que animais cegos, aleijados e doentes fossem oferecidos pelo povo como sacrifício a Deus. Com isso, além de desobedecer a Deus, eles também induziam o povo a acreditar que o SENHOR se agradava desse tipo de sacrifício (Ml 1:8). Em vez de ajudarem o povo a se desviar do pecado, causaram a queda de muita gente (Ml 2:6, 8).

Naquele tempo, era preciso oferecer em sacrifício o melhor de que se dispunha:

Maldito seja o enganador que, tendo no rebanho um macho sem defeito, promete oferecê-lo e depois sacrifica um animal defeituoso”, diz o Senhor dos Exércitos.” (Ml 1:14)

Mas Cristo nos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus (Ef 5:2). E agora? Não precisamos mais oferecer sacrifício algum? É claro que sim! Mas um sacrifício vivo:

Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. (Rm 12:1)

E então? Temos entregado o melhor de nossas vidas a Deus? Estamos agradando ao SENHOR com nossa oferta ou apenas entregando a ele o que sobra, quando sobra?

* * * * * * *

Hoje é um dia especial pra mim. Com a leitura de hoje termino o Velho Testamento e a partir de amanhã sigo acompanhada da Nova Aliança até 31 de dezembro. Até aqui, foi uma experiência muito, muito especial. Mas estou certa de que continuará ainda melhor.

Se você ainda não iniciou a leitura, deixo aqui, mais uma vez, o convite:

Conheça o plano de leitura (clique aqui) e me acompanhe a partir de amanhã!

FIQUE COM DEUS