Archive for Tiago

O poder da oração

Tiago não poderia deixar de falar a respeito do poder da oração.

A oração é encorajada no tempo da aflição:
Está alguém entre vós aflito? Ore. (Tg 5:13a)

Também em dias de alegria:
Está alguém contente? Cante louvores. (Tg 5:13b)

A situação é de doença?
Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor. (Tg 5:14)

É do pecado que precisamos nos livrar?
E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.
Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. (Tg 5:15-16)

Extraído de A Coluna da Verdade (estudos)

Praticar a Palavra

Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos. (Tg 1:22-23)

É importante ler e ouvir o que a Palavra de Deus diz, mas é muito mais importante obedecê-la e fazer o que ela diz. Podemos medir a eficiência do tempo de nosso estudo bíblico pelo efeito que ele tem em nosso comportamento e atitudes. Estamos colocando em ação aquilo que estudamos?

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

Misericórdia ou sacrifício

Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento. (Mt 9:13)

As palavras acima, ditas por Jesus, são uma citação do Antigo Testamento (veja Os 6:6 e I Sm 15:22) e nos ensinam muitas coisas:

1. Deus prefere um ato de misericórdia demonstrada ao necessitado a qualquer ato de culto religioso. Ambas ações são boas, mas a primeira é bem maior – a misericórdia – e precede qualquer outra.

2. Todo o sistema sacrifical era destinado apenas para apontar para a infinita misericórdia de Deus para com o homem pecador; tratava-se da sombra do viria a ser a verdadeira redenção pelo sangue da nova aliança.

3. Não devemos descansar nos sacrifícios, mas olhar para a misericórdia e salvação prefigurada por eles. Qualquer tipo de sacrifício deve ser feito com coração contrito, em espírito e em verdade, exclusivamente para a honra e glória de Deus.

Somos salvos pela fé e nossas obras, incluídos os sacrifícios, devem ser apenas reflexo de nossa crença.

Mostra-me a tua fé sem as tuas obras,
e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.
(Tg 2:18b)

Beleza perfeita

Assim diz o Soberano Senhor: Você diz, ó Tiro: “Minha beleza é perfeita”.
Seu domínio abrangia o coração dos mares; seus construtores levaram a sua beleza à perfeição. (Ez 27:3-4)

A beleza de Tiro era a fonte do seu orgulho; e esta foi a razão de seu julgamento.

A presunção e o orgulho por nossas realizações devem ser um sinal de perigo para nós. Deus não é contra sentirmos prazer ou satisfação naquilo que fazemos; Ele é contra a arrogância e a soberba, pois fazem com que uma pessoa trate as demais com desprezo. Devemos reconhecer Deus como a base e a fonte de nossa vida!

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

Ouçam agora, vocês que dizem:
“Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro”.

Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida?
Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa.

Ao invés disso, deveriam dizer:
“Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo”.

Agora, porém, vocês se vangloriam das suas pretensões.
Toda vanglória como essa é maligna.

Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado.

(Tg 4:13-17)

No mundo tereis aflições

Mesmo nessa época em que passou por tantas dificuldades, o rei Acaz tornou-se ainda mais infiel ao Senhor. (2 Cr 28:22)

É comum conhecer alguém que se voltou para Deus em um momento de dificuldade. Mas também é frequente encontrarmos pessoas como o rei Acaz, que se afastou ainda mais do Senhor durante as tribulações.

As provações não são chamadas assim por acaso. Ao passar por elas, nossos sentimentos são expostos ao máximo. Medo, insegurança, angústia, ira… Às vezes fica difícil permanecer de pé. Não há força humana capaz de suportar determinadas situações. Apenas Deus tem o poder e nos manter sóbrios e nos dar conforto, ainda que a provação não seja extinta.

Esteja preparado para enfrentar as provações. Aproveite os momentos de calmaria em sua vida para se aproximar o máximo possível de Deus. Ore, leia a bíblia e deixe o Senhor fazer parte da sua vida.

Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança.
E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma. (Tg 1:2-4)

O dono da sabedoria

Deus deu a Salomão sabedoria, discernimento extraordinário e uma abrangência de conhecimento tão imensurável quanto a areia do mar. 
(1 Rs 4:29)

O rei Salomão era o mais rico e o mais sábio de todos os reis da terra (1 Rs 10:23 / 2 Cr 9:22), mas sua sabedoria não era mérito seu – foi Deus quem a concedeu.

E você, também deseja sabedoria? Pois saiba, a verdadeira sabedoria só tem uma fonte: Deus, o Criador do universo, o Soberano Senhor.

Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida.
Peça-a, porém, com fé, sem duvidar, pois aquele que duvida é semelhante à onda do mar, levada e agitada pelo vento.
(Tg 1:5-6)

320º dia: Tg 3-5

Já falamos aqui no blog sobre problemas com a língua (veja aqui e aqui). Mas o tema é tão importante que permite a repetição.

Tiago afirma que aquele que não tropeça em palavra é perfeito e tem poder para refrear todo o corpo. Acontece que todos tropeçamos e nenhum homem pode domar sua língua. Sendo possuidores de uma língua incontrolável, cheia de veneno, com a qual bendizemos a Deus e Pai e, ao mesmo tempo, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus, como poderemos controlar o restante do nosso corpo? (Tg 3:2, 8-9)

Mesmo quando temos o coração cheio de amargura, inveja e ambição, nossa língua não se perturba em anunciar o inverso. Conhece a expressão ‘viver de aparências’? Pois é justamente contra isso a palavra de Tiago. Não somos perfeitos e não há porque mentir contra a verdade (Tg 3:14). Reconhecer nossas falhas e fraquezas é o primeiro passo para começarmos a exercitar o controle de nossas línguas e, consequentemente, de nossas vidas. Mas isso só será possível se deixarmos de lado a sabedoria terrena, que nos incita a enganar e mentir (aos outros e a nós mesmos) e buscarmos a sabedoria que vem de Deus, que é pura, pacífica, amável, compreensiva, cheia de misericórdia e de bons frutos, imparcial e sincera (Tg 3:17).

319º dia: Tg 1-2

Fé e obras. Não entendo porque esse assunto sempre se torna tão polêmico.
_”Afinal, somos salvos pela fé ou pelas obras?” É uma pergunta recorrente.

Em uma leitura pontual e superficial, muitos acreditam que Tiago está afirmando que não somos salvos pela fé. Vejam:

Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo? (Tg 2:14)

Pronto. Entendi o porquê da polêmica: Falta uma leitura mais criteriosa da bíblia e a avaliação contextual do versículo. Tiago estava falando de hipocrisia, de mentira. Percebam que ele se dirige aos que dizem ter fé. Essa é uma fé proclamada pela boca, mas que não habita no coração. Essa fé não salva. Dessa fé não podem vir boas obras. E é esse o ensinamento de Tiago.

Paulo afirma em Efésios:

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie. Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as bboas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas. (Ef 2:8-10)

Somos criados para as boas obras e quando temos fé – fé verdadeira – a consequência natural em nossas vidas é que estas boas obras se manifestem em nosso viver. E é por meio dessas obras que a nossa fé é mostrada ao mundo (Tg 2:18).

Mas então a fé, por si só, se não for acompanhada de obras, está morta? É inútil? (Tg 2:17, 20)

Sim, Tiago está certo. Quem proclama com a boca que tem fé e não age de acordo com essa afirmação, não tem fé. Quem apenas diz que acredita em Deus, mas não demonstra isso em sua vida, não tem fé, afinal, até mesmo os demônios crêem [em Deus] — e tremem! (Tg 2:19)

Você ainda tem dúvidas de que somente a fé é necessária para a salvação? Então lembre-se de quantas vezes Jesus, operando milagres aqui na terra, disse tua fé te salvou.

Porque somos todos filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus (Gl 3:26). E como filhos de Deus e praticantes dos mandamentos de Jesus*, as boas obras farão parte naturalmente de nossas vidas.

* Mateus 22:37-39
Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele:  Ame o seu próximo como a si mesmo.