Archive for Zacarias

O dia do Senhor

Eis que vem o Dia do SENHOR… (Zc 14:1)

Muitas vezes a Bíblia nos encoraja a olhar para o Dia do Senhor.

E se você soubesse exatamente quando este aconteceria?
Viveria de maneira diferente?

Cristo pode retornar a qualquer momento. Esteja pronto, estude as Escrituras cuidadosamente e tenha a certeza de que vive como Ele quer – em obediência e prontidão espiritual.

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

Roupas limpas

Em uma de suas visões, Zacarias vê Josué, o sumo sacerdote, em pé diante de Deus. As roupas sujas de Josué são trocadas por vestimentas finas e novas; as acusações de Satanás contra ele são rejeitadas pelo Senhor. (Leia mais sobre esta visão no capítulo 3 de Zacarias).

A visão de Zacarias retrata como recebemos a misericórdia de Deus. Nós mesmos nada fazemos. O Senhor remove nossas roupas sujas, os pecados, e fornece-nos roupas boas e novas, a justiça e a santidade de Deus. Tudo o que precisamos fazer é nos arrepender e pedir ao Senhor para nos perdoar.

Quando Satanás tentar fazer com que você se sinta sujo e indigno, lembre-se de que as roupas limpas da justiça de Cristo lhe fazem digno de se aproximar do Senhor.

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

Aquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós;
para que nEle fôssemos feitos justiça de Deus. (2 Co 5:21)

Sem força e violência

Não por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos. (Zc 4:6)

Parte dos exilados de Israel haviam retornado à Jerusalém e iniciado a reconstrução do Templo do Senhor. Entretanto, enfrentavam muitas dificuldades para concluir a tarefa. O rei Artaxerxes os havia proibido de continuarem a obra (Ed 4 21-24). Eles estavam cansados, oprimidos e desencorajados.

E então, em visão, Deus fala a Zacarias. As palavras não poderiam ser mais encorajadoras e apropriadas para a ocasião.

Os israelitas já não tinham mais forças, mas ainda que tivessem, não chegariam a lugar algum confiando apenas em seus próprios músculos. Somente através do Espírito de Deus teriam sucesso, não por seu próprio poder ou recursos.

O Espírito de Deus é dado também a nós sem medida. Não é o esforço humano que faz a diferença. A obra do Senhor não é realizada pela força humana.

295º dia: Mt 26-28

Depois de terem celebrado a Páscoa, Jesus disse aos discípulos que naquela mesma noite todos eles o abandonariam, tal qual a profecia de Zacarias: “Fere ao pastor, e espalhar-se-ão as ovelhas” (Zc 13:7).

Ouvindo isso, Pedro afirmou: “Ainda que todos te abandonem, eu nunca te abandonarei!” (Mt 26:33)
Mas a resposta de Jesus o deixou ainda mais indignado…
Respondeu Jesus:
“Asseguro-lhe que ainda esta noite, antes que o galo cante, três vezes você me negará”.
Mas Pedro declarou:
“Mesmo que seja preciso que eu morra contigo, nunca te negarei”. (Mt 26:34, 35)

De fato, antes do amanhecer, Pedro chegou a jurar que não conhecia Jesus. Ao cantar do galo percebeu o que havia feito e chorou amargamente. (Mt 26:69-75)

Pedro não mentiu. O desejo de seu coração era verdadeiramente não abandonar Jesus em nenhuma hipótese. Tanto é que com ímpeto feriu com sua espada um daqueles que vinham para prender Jesus (Mt 26:51 / Jo 18:10). Mas, como não sentir medo diante daquela multidão hostil?
Somente o próprio Deus seria capaz de sobrepor o medo e a dor sem se abalar. Cristo sofreu na cruz, sentiu cada açoite na carne como um ser humano. Ele conhece como ninguém nossas fraquezas e temores, mas olha para o que há em nossos corações.

280º dia: Zc 11-14

“Na terra toda, dois terços serão ceifados e morrerão; todavia a terça parte permanecerá”, diz o SENHOR. “Colocarei essa terça parte no fogo, e a refinarei como prata, e a purificarei como ouro. Ela invocará o meu nome, e eu lhe responderei. É o meu povo, direi; e ela dirá: ‘O SENHOR é o meu Deus’.”
(Zc 13:8, 9)

Apenas a terceira parte, ou seja, a minoria do povo na terra permanecerá. Ao remanescente, que permanecer fiel a Deus, está reservada a vida. Estes serão refinados no fogo, passarão por tribulações e dificuldades, mas permanecerão obedientes ao SENHOR.

Seja parte do remanescente, não importam as circunstâncias. Seja fiel e obediente, busque em Deus forças para seguir no caminho que leva à vida. Assim como o fogo purifica a prata, você também será purificado.

279º dia: Zc 7-10

Para que jejuar?

O povo de Israel jejuava durante o exílio, todos os anos, no quinto mês, provavelmente para lamentarem a destruição de Jerusalém. Agora, de volta à sua terra natal, questionavam aos sacerdotes e aos profetas do SENHOR se deveriam ou não continuar a praticar o jejum anualmente, já que, embora eles estivessem de volta à Jerusalém, a cidade e o templo estavam em ruínas. (Zc 7:3)

A resposta de Deus, por meio do profeta Zacarias, veio em forma de uma nova pergunta:

Disse o SENHOR dos Exércitos:
Pergunte a todo o povo e aos sacerdotes: Quando vocês jejuaram durante os últimos setenta anos, foi de fato para mim que jejuaram? (Zc 7:5)

Fazer do jejum apenas uma abstinência de comida o transforma em uma dieta! Deus espera de nós muito mais do que uma simples dieta.

Assim diz o Senhor dos Exércitos:
Administrem a verdadeira justiça, mostrem misericórdia e compaixão uns para com os outros. Não oprimam a viúva e o órfão, nem o estrangeiro e o necessitado. Nem tramem maldades uns contra os outros.
Eis o que devem fazer: Falem somente a verdade uns com os outros, e julguem retamente em seus tribunais; não planejem no íntimo o mal contra o seu próximo, e não queiram jurar com falsidade. Porque eu odeio todas essas coisas, declara o SENHOR.
(Zc 7:8-10 / 8:16-17)

O jejum que Deus deseja é este:

Que sejam soltas as correntes da injustiça e desatadas as cordas do jugo. Que os oprimidos sejam postos em liberdade e que todo o jugo seja rompido. Que o alimento seja partilhado com o faminto e que haja abrigo para o pobre desamparado. Que sejam providas vestes para o desconhecido que esteja nu e que ajuda não seja recusada ao próximo.
Aí sim, a sua luz irromperá como a alvorada, e prontamente surgirá a sua cura; a sua retidão irá adiante de você, e a glória do Senhor estará na sua retaguarda.
Aí sim, você clamará ao Senhor, e ele responderá; você gritará por socorro, e ele dirá: Aqui estou. (Is 58:6-9)

O jejum de alimentos é importante, mas deve vir acompanhado de oração, meditação, humilhação, devoção… Não deixe seu jejum se transformar em dieta!

278º dia: Zc 3-6

Na visão de Zacarias, Josué aparece vestido de vestes sujas diante de um anjo. Então, sem nenhuma ação de Josué, ele é vestido com roupas limpas, incluindo um novo turbante (Zc 3:3-5).

É desse jeito que nossos pecados são tratados por Deus, como trapos sujos. Como um bom pai, Ele não deseja nos ver vestidos assim e por isso nos presenteia com roupas novas e limpas. O que Deus espera de nós em troca de tanta graça? Obediência e gratidão (Zc 3:7).

João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse:
“Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo”.
(Jo 1:29)

277º dia: Ag 1-2; Zc 1-2

Por meio do profeta Ageu, Deus proferiu palavras de encorajamento para Zorobabel, que governava o povo judeu naquela época, e para Josué, o sumo sacerdote. Essas mesmas palavras podem perfeitamente serem dirigidas a todos nós:

“Coragem! Coragem! Ao trabalho, ó povo da terra!”, declara o SENHOR. “Porque eu estou com vocês”, declara o SENHOR dos Exércitos. “Meu espírito permanece em seu meio. Não tenham medo.” (Ag 2:4-5)

Não há o que temer! Vocês não sabem que são santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês? (1 Co 3:16)

Se nos voltarmos para Deus, Ele certamente estará ao nosso lado (Zc 1:3) e nos encherá de coragem para trabalhar para Sua honra e glória.