Tag Archive for aflição

O poder da oração

Tiago não poderia deixar de falar a respeito do poder da oração.

A oração é encorajada no tempo da aflição:
Está alguém entre vós aflito? Ore. (Tg 5:13a)

Também em dias de alegria:
Está alguém contente? Cante louvores. (Tg 5:13b)

A situação é de doença?
Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor. (Tg 5:14)

É do pecado que precisamos nos livrar?
E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.
Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. (Tg 5:15-16)

Extraído de A Coluna da Verdade (estudos)

Integridade X Insensatez

Às vezes parece que não vamos conseguir; as dificuldades são tantas que fica mais fácil abandonar nossa integridade e amaldiçoar a Deus, desejando a morte, tal qual o conselho insensato que Jó recebeu de sua esposa em um momento de aflição (Jó 2:8).

Jó estava certo, sua esposa agiu com grande insensatez, pensando que a morte física poderia trazer algum conforto. Ela estava errada: Amaldiçoar a Deus só traria mais aflições – infinitas e eternas.

Em Jesus temos paz, mas isso não significa que não passaremos por tribulações neste mundo. Ele venceu o mundo, mas sua glória veio com sangue, derramado por nós na cruz. (Jó 16:33)

E então, aceitaremos o bem dado por Deus, e não o mal? (Jó 2:10)

Não se esqueçam: Deus não permitirá que sejamos tentados além do que podemos suportar; Ele é fiel. (I Co 10:13)

Devemos dar glórias a Deus por tudo, mesmo que a situação que vivemos pareça muito ruim. Na nossa pequenez somos incapazes de saber o que este ‘mal’ de hoje nos trará no futuro, mas Deus sabe de todas as coisas… Uma provação pode ser um meio para que nossa fé seja fortalecida ou um caminho para que alguém seja salvo.

Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do SENHOR, dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. (Ef 5:17, 20)

Melhor é manter a integridade, como fez Jó e permanecer ao lado de Deus, o autor da vida.

 

 

214º dia: Sf 1-3

As palavras de Sofonias são duras. O anúncio de um dia de ira, dia de aflição e angústia, dia de sofrimento e ruína, dia de trevas e escuridão, dia de nuvens e negridão (Sf 1:15) veio para alertar o povo a respeito de todo o mal que dominava em seu meio.

O cenário era tão grave que mesmo no verso mais encorajador não se vê a garantia da libertação:

Buscai ao SENHOR, vós todos os mansos da terra, que tendes posto por obra o seu juízo; buscai a justiça, buscai a mansidão; pode ser que sejais escondidos no dia da ira do SENHOR. (Sf 2:3)

Ai da cidade rebelde, impura e opressora! O mundo inteiro será consumido pelo fogo da ira zelosa de Deus, mas serão deixados no meio da cidade os mansos e humildes, que se refugiarão no nome do Senhor. Por isso, não tema, não deixe suas mãos enfraquecerem. O Senhor, o seu Deus, está em seu meio e é poderoso para salvar.
(Sf 3:1, 8b, 12, 16b, 17a)

123º dia: Sl 67-69

“A vocês que buscam a Deus, vida ao seu coração!” (Sl 69:32)

Observem o momento de grande aflição relatado pelo salmista no capítulo 69. Ainda assim, a confiou em Deus e orou. Certo de que seria atendido, depositou todas sua esperança em Deus (Sl 69:13).

Que Deus nos dê forças para buscar o Seu conforto, mesmo nas situações mais difíceis. Que abra nossos olhos para enxergar o caminho que devemos seguir.

“Bendito seja o Senhor, Deus, nosso Salvador, que cada dia suporta as nossas cargas.
O nosso Deus é um Deus que salva; ele é o Soberano Senhor que nos livra da morte” (Sl 68:19:20)

24º dia: Jó 28 a 31

Minha parte favorita do texto de hoje é a verdade dita por Jó lá na antiguidade, mas que é tão contemporânea: A verdade é que ninguém dá a mão ao homem arruinado, quando este, em sua aflição, grita por socorro. (Jó 30:24)

Já estive dos dois lados (acho que todos já estivemos), em ruínas não tive socorro; vendo o desespero alheio, deixei de estender a mão. Certamente de Deus temos socorro garantido, mas quem não espera consolo da família e dos amigos nos momentos de tristeza e sofrimento? A luta de Jó talvez tivesse sido mais facilmente suportada se, ao invés de acusá-lo seus amigos o tivessem amparado com amor. Juntos somos mais fortes para vencer os desafios deste mundo, você não acha?