Tag Archive for água da vida

Culto eterno

Todos os domingos, dois irmãos sentavam-se na primeira fileira de cadeiras da igreja, e observavam seu pai na liderança do culto de adoração. Uma noite, após colocar os meninos na cama, o pai ouviu um dos meninos chorando. Perguntou-lhe o que estava acontecendo, mas o menino hesitava em responder. Finalmente, o garoto confessou: “Papai, a Bíblia diz que vamos adorar a Deus no céu para sempre. Isso é tempo demais!” Por imaginar o céu como um longo culto de adoração em que seu pai estaria liderando, o céu lhe parecia muito entediante!

Embora, algumas vezes, eu gostaria que tivéssemos mais informações sobre o céu, todos nós temos uma certeza: tédio não poderia ser a palavra certa para descrevê-lo. Veremos belezas jamais vistas, incluindo o rio da água da vida, brilhante como cristal (Ap 22:1). Experimentaremos a glória de Deus que iluminará o céu (Ap 21:23 / 22:5), e desfrutaremos de uma vida sem dor ou tristeza (Ap 21:4).

Sim, com certeza adoraremos no céu. Pessoas de toda tribo, língua, povo e nação (Ap 5:9) regozijarão em louvor a Jesus, o Cordeiro digno que morreu e ressuscitou por nós (Ap 5:12).

Iremos juntos gozar na glória da presença do Senhor — para sempre! E nem por um segundo ficaremos entediados!

Fonte: Nosso andar diário

Cidade santa

Ezequiel 47 apresenta uma descrição das várias porções de terra pertencente a cada uma das tribos de Israel. Mas, nos tempos da nova aliança eis que tudo se fez novo.

Na igreja de Cristo o acesso é gratuito pela fé. Cristo abriu o reino dos céus para todos os crentes. Quem quiser, pode vir e tomar da água da vida, da árvore da vida, livremente. Isto é verdade para cada cristão verdadeiro.

Que sejamos todos habitantes desta cidade santa, agindo de acordo com o exemplo de Cristo, podendo, então, desfrutar do benefício da presença do Senhor, na vida, na morte e para sempre.

Adaptado de Christ Notes – Bible commentary

Deus de todos os lugares

Sou eu apenas um Deus de perto - pergunta o Senhor,
e não também um Deus de longe?
Poderá alguém esconder-se sem que eu o veja? - pergunta o Senhor.
Não sou eu aquele que enche os céus e a terra? – pergunta o Senhor.
(Jr 23:23-24)

No curso da história da humanidade temos visto o homem à procura de um Deus. Na ânsia por satisfazer os seus próprios desejos, muitas civilizações instituíram crenças politeístas, onde cada divindade tratava especificamente de um determinado assunto – havia deuses que controlavam fenômenos naturais, como o mar e os ventos, e ainda aqueles dedicados a sentimentos, como o amor e o ódio. Nesse sistema, de acordo com a carência do momento, o pedido é destinado a um ou outro deus. Infelizmente, o politeísmo não faz parte apenas da antiguidade, mas ainda está presente em muitas religiões modernas e naquelas que sobreviveram ao tempo.

Mas, meu inconformismo fica por conta da necessidade de tantos deuses, afinal, para que ter um deus para perto e um para longe (não, não estamos falando de óculos!), se há um único Deus que está em todos os lugares?

Mais uma vez a resposta está dentro de nós. Nossa teimosia e rebeldia nos faz tentar ser Deus e, por mais estranho que isso possa parecer, estamos tentando ser Deus quando instituímos falsos deuses e os adoramos. Sim, porque somos nós tentando estabelecer o que nós julgamos ser o melhor deus para nós – ainda que seja necessário mais de um.

Não podemos esconder nada de Deus. Ele preenche os céus e a terra. Ele é Deus de tudo e para todos. E os que crêem nEle, e somente nEle, beberão da água da vida.

“Mas aquele que beber da água que Eu lhe der nunca terá sede, porque a água que Eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.”
(Jo 4:14)

268º dia: Ez 47-49

Do templo do SENHOR flui um rio de águas profundas e cheias de vida. Esse é o relato em Ezequiel 47:1-12.

A água é fonte vida. Que outro elemento neste mundo seria mais apropriado para ilustrar o agir do Espírito Santo em nós? De Deus emana a água da vida, que se espalha como um rio por toda a terra para saciar a sede de todos; E quem quiser, tome de graça da água da vida (Ap 22:17b).