Tag Archive for benção

Bênção especial

Honra teu pai e tua mãe“, este é o primeiro mandamento com promessa: “para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra“. (Ef 6:2-3)

Este é o quinto mandamento, mas o primeiro com promessa. O fato de ser o primeiro mandamento com promessa não significa que a observância dos quatro primeiros não será refletida em bênção, mas simplesmente que nenhuma bênção específica foi prometida.

É verdade, de fato, que há uma declaração geral anexa ao segundo mandamento, de que Deus trata com bondade até mil gerações aos que o amam e guardam os seus mandamentos (Êx 20:6). Mas esta é uma declaração em relação a todos os mandamentos de Deus, não uma promessa vinculada a um mandamento específico – É uma garantia de que a obediência à lei de Deus seria seguida de bênçãos para milhares de gerações.

Já a promessa do quinto mandamento é uma promessa especial. Não se refere à obediência a Deus em geral, mas é uma garantia especial de que aqueles que honram seus pais terão uma bênção especial como o resultado de sua obediência.

Fonte: StudyLight.org

Vale a pena repetir:

Honra teu pai e tua mãe,
a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor teu Deus te dá.
(Êx 20:12)

Bençãos apesar do choro

Quando chegaram, Paulo lhes disse: Vocês sabem como vivi todo o tempo em que estive com vocês, desde o primeiro dia em que cheguei à província da Ásia.
Servi ao Senhor com toda a humildade e com lágrimas, sendo severamente provado pelas conspirações dos judeus.
Vocês sabem que não deixei de pregar-lhes nada que fosse proveitoso, mas ensinei-lhes tudo publicamente e de casa em casa.
Testifiquei, tanto a judeus como a gregos, que eles precisam converter-se a Deus com arrependimento e fé em nosso Senhor Jesus. 
(Atos 20:18-21)

O caminho do cristão não é fácil; ser um cristão não significa ausência de problemas ou ter todos os problemas ou ter todos os problemas solucionados. Paulo serviu a Deus humildemente e “com muitas lágrimas”, mas nunca parou nem desistiu. A mensagem da salvação era tão importante que ele nunca perdeu uma oportunidade de compartilhá-la. Embora tenha pregado o evangelho de variadas maneiras para os diferentes tipos de público, o conteúdo da mensagem permaneceu sempre o mesmo: afaste-se do pecado e aproxime-se de Cristo pela fé.

A vida cristã enfrenta tempos difíceis, há sofrimento e choro, bem como alegria, mas devemos estar sempre prontos para contar aos outros as coisas boas que Deus fez por nós! Suas bençãos excedem em muito as dificuldades da vida.

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

Da maneira de Deus

A cada dia mais ouvimos falar de grupos de pessoas que afirmam estar fazendo coisas em nome de Deus ainda não pareçam verdadeiramente servi-Lo.

Como exemplo, podemos citar cultos liderados por um líder com o magnetismo pessoal, que atrai as pessoas para si mesmo com promessas, afirmando ter conhecimento especial de Deus – a igreja cresce em número de pessoas, mas nem sempre tem Cristo como guia.

Para evitar ser levado por esse tipo de pessoa, pode ser útil olhar de perto as sugestões de Watchman Nee, um escritor cristão chinês. Ele disse que Deus vai abençoar:

  • o que Ele inicia
  • o que depende Dele para ter sucesso
  • o que é feito de acordo com a Sua Palavra
  • o que é feito para a Sua glória

O trabalho de Paulo e Barnabé em sua primeira viagem missionária estava de acordo com essas orientações. Como lemos em Atos 13:1-12, vemos que:

  • foi Deus que deu início ao trabalho (v.2)
  • o povo dependia de Deus (v.3)
  • o trabalho foi feito de acordo com a Palavra de Deus (v.5)
  • Deus recebeu a glória (v.12)

Sempre que nos perguntarmos se algum trabalho de que ouvimos é feito com a bênção de Deus, podemos aplicar esse teste das quatro etapas. É uma boa maneira de verificar que as coisas estão sendo feitas da maneira de Deus e não do homem.

Fonte: Our Daily Bread

Para a iniquidade, o perdão

Se tu, SENHOR, observares as iniquidades, Senhor, quem subsistirá?
Mas contigo está o perdão, para que sejas temido

Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e entre todas as nações a tua salvação. 

Deus nos abençoará, e todas as extremidades da terra o temerão.

(Salmos 130:3-4 / 67:1-2, 7)

Visão do plano perfeito

Ezequiel estava exilado na Babilônia quando em visões de Deus foi levado à terra de Israel (Ez 40:2).

Descrevendo a visão, Ezequiel explica como seria o local da habitação de Deus por meio de palavras que as pessoas podiam entender. Deus queria que vissem o grande esplendor que Ele havia planejado para os que vivessem fielmente.

Um templo como o que viu Ezequiel nunca foi construído, mas a visão tinha o objetivo de mostrar o plano perfeito de Deus para o seu povo: a adoração, a presença do Senhor, as bênçãos decorrentes destas. Ao ler os Capítulos 40 a 43 de Ezequiel, não deixe os detalhes obscurecerem os pontos principais desta visão. Um dia todos aqueles que forem fiéis a Deus desfrutarão a vida eterna com Ele. Deixe a excelência desta visão erguê-lo e ensiná-lo sobre o Deus a quem você serve e adora.

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

Não semeeis entre espinhos

Porque assim diz o SENHOR:
“Preparai para vós o campo de lavoura, e não semeeis entre espinhos.”
(Jr 4:3)

Essa mensagem pode parecer estranha para nós, mas certamente era bastante clara aos israelitas, que tinham a agricultura como parte de suas vidas. De qualquer forma, não é difícil compreender, basta um pouco de atenção.

Deus faz duas recomendações que nós, assim como o povo daquela época, devemos observar:

1. Preparai para vós o campo de lavoura

Aqui, está explícito o que devemos fazer. Acontece que preparar o campo para a lavoura exige força, tempo e planejamento. A terra tem que estar pronta na época certa para o plantio. Fazendo tudo corretamente, tempos depois serão colhidos bons frutos.

Deus nos oferece muitas bençãos, mas precisamos estar preparados para colhê-las e, enfim, usufruir delas. Para isso precisamos entender que o propósito de nossa vida é glorificar a Deus, com honra e obediência. Colocando essas atitudes em prática, estaremos preparados para a Sua graça.

Sim, será tão difícil quanto arar a terra na lavoura, mas a recompensa é tão doce quanto o sabor de bons frutos.

2. Não semeeis entre espinhos

Enfim, o que não fazer. Ah, simplesmente semear entre os espinhos é, com certeza, a solução mais rápida. Basta atirar as sementes e pronto. Sem muito esforço e bastante rápido. Seria a solução perfeita, não fosse a ausência de resultados: Não haverá frutos, ou talvez, um ou outro sobreviva, mas não terá bom sabor. Isso porque os espinhos sufocarão as sementes, que não conseguirão se desenvolver de forma apropriada.

Deus nos aleta a não sermos insensatos. Os espinhos podem se comparar ao pecado. Se semearmos o pecado em nossas vidas, seremos envolvidos por ele até sufocar. E pode ser que não tenhamos mais forças para nos livrar dos espinhos.

O pecado pode parecer o caminho mais curto e rápido. De fato, é o caminho mais curto e rápido para a dor e o sofrimento.

 

LEMBRE-SE SEMPRE DESTE BOM CONSELHO:
“Preparai para vós o campo de lavoura, e não semeeis entre espinhos.”

Dia do Senhor

Criador de galáxias, átomos e leis naturais, o soberano Senhor reina sobre tudo o que existe e será sempre assim. Que tolice viver sem Deus, que estupidez correr e esconder-se de Sua presença, e quão ridículo é desobedecer-lhe. Mas nós o fazemos. Desde o Éden estamos sempre à procura de sermos independentes de Seu controle como se fôssemos deuses com o poder de controlar nosso próprio destino. E Ele tem permitido nossa rebelião. Mas, muito em breve, chegará o Dia do Senhor.

Naquele dia Deus julgará toda iniquidade e toda desobediência – todas as contas serão ajustadas e o que está torto será endireitado. Este é o tema do livro escrito pelo profeta Joel, que leva o seu nome.

Joel afirma que nosso Criador, o Juiz Onipotente, também é misericordioso e deseja abençoar todos aqueless que confiam nEle. Portanto, Joel insiste que todos devem abandonar seus pecados e buscar a Deus. Na verdade, todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo (Jl 2:32).

“Agora, porém”, declara o Senhor,
“voltem-se para mim de todo o coração, com jejum, lamento e pranto.”

Rasguem o coração, e não as vestes.
Voltem-se para o Senhor, para o seu Deus,
pois ele é misericordioso e compassivo, muito paciente e cheio de amor; arrepende-se, e não envia a desgraça.

(Jl 2:12-13)

Deus construtor

Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam.

Como é feliz quem teme ao Senhor, quem anda em seus caminhos!
Você comerá do fruto do seu trabalho, e será feliz e próspero.
Sua mulher será como videira frutífera em sua casa; seus filhos serão como brotos de oliveira ao redor da sua mesa.
Assim será abençoado o homem que teme ao Senhor!
(Sl 127:1 / 128:1-4)

Salomão se empenhou pra construir a morada de Deus, o Templo tão desejado por seu pai, Davi. Mas ele sabia que por mais que se esforçasse, de nada valeria o trabalho, se  Deus não estivesse presente.

Foram sete anos para que a obra fosse concluída (1 Rs 6:38), e tudo foi feito para honra e glória do Senhor.

Com Deus reinando em nossas vidas, todas as nossas obras serão concluídas com êxito. Louvemos ao Senhor!

Um coração íntegro

Em oração, Davi pede ao Senhor: Dá ao meu filho Salomão um coração íntegro para obedecer aos teus mandamentos, aos teus preceitos e aos teus decretos. (1 Cr 29:19b)

“Um coração íntegro para obedecer aos teus mandamentos, aos teus preceitos e aos teus decretos” significa ser completamente dedicado a Deus. Isso foi o que Davi desejou para Salomão – que ele quisesse, acima de tudo, servir a Deus.

Você considera difícil fazer a vontade de Deus, ou considera ainda mais difícil estar disposto à fazê-la?

Deus pode lhe dar uma devoção sincera e se você crê em Jesus Cristo, esta benção já está acontecendo em sua vida.

Ponham em ação a salvação de vocês com temor e tremor, pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dEle.
(Fp 2:12-13)

* * * * *   * * * * *   * * * * *

Bendito seja o Senhor Deus, o Deus de Israel, o único que realiza feitos maravilhosos.
Bendito seja o seu glorioso nome para sempre; encha-se toda a terra da sua glória. Amém e amém. 
(Sl 72:18-19)

Obedecer sempre

Resumindo Deuteronômio 28:

Se vocês obedecerem fielmente ao Senhor, ao seu Deus, e seguirem cuidadosamente todos os seus mandamentos… Serão abençoados.

Se vocês não obedecerem ao Senhor, ao seu Deus, e não seguirem cuidadosamente todos os seus mandamentos… Serão amaldiçoados.

Já falamos muito sobre obediência aqui no blog e ainda falaremos outras vezes. Isso porque obedecer é muito importante e também muito difícil. Obedecer plenamente implica submissão, sujeição. Significa estar sempre a serviço do SENHOR, viver exclusivamente para a Glória de Deus.

Pode parecer fácil, mas não é. Basta pensar em quantas vezes desobedecemos nossos pais, nossos professores… Pessoas com autoridade sobre nós são com facilidade desdenhadas, ignoradas. E aquilo que praticamos com nossos próximos é refletido também em nossa vida espiritual. Da mesma forma, com facilidade deixamos de obedecer ao Deus altíssimo e passamos a trilhar nosso próprio caminho, ficando susceptíveis às armadilhas do diabo, que nos prendem e nos impedem de retomarmos a direção correta.

Obedecer é imprescindível para estarmos aptos a enfrentar todas as aflições que teremos neste mundo. A obediência materializa nossa fé. Se cremos, obedecemos.

FIQUEM COM DEUS