Tag Archive for chamado

Grande ceia

Na parábola da grande ceia, contada pelo Senhor Jesus em Lucas 14:15-24, muitas pessoas recusaram o convite para o banquete, porque o momento pareceu-lhes inconveniente.

Nós também podemos resistir ou demorar a responder ao convite de Deus. Nossas desculpas podem soar razoáveis – compromissos profissionais, responsabilidades familiares, necessidades financeiras, ou quaisquer outras. No entanto, o convite de Deus é o acontecimento mais importante em nossa vida, a despeito de quão inconveniente possa parecer em relação à ocasião.

Você está dando desculpas para evitar responder ao chamado de Deus? Jesus nos lembra que virá o tempo em que Deus retirará o seu convite e oferecerá a outros, então será muito tarde para entrar no banquete.

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

* * * * *
Parábola da Grande Ceia
Disse Jesus:

Um certo homem fez uma grande ceia, e convidou a muitos.
E à hora da ceia mandou o seu servo dizer aos convidados: Vinde, que já tudo está preparado.
E todos à uma começaram a escusar-se. Disse-lhe o primeiro: Comprei um campo, e importa ir vê-lo; rogo-te que me hajas por escusado.
E outro disse: Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-los; rogo-te que me hajas por escusado.
E outro disse: Casei, e portanto não posso ir.
E, voltando aquele servo, anunciou estas coisas ao seu senhor. Então o pai de família, indignado, disse ao seu servo: Sai depressa pelas ruas e bairros da cidade, e traze aqui os pobres, e aleijados, e mancos e cegos.
E disse o servo: Senhor, feito está como mandaste; e ainda há lugar.
E disse o senhor ao servo: Sai pelos caminhos e valados, e força-os a entrar, para que a minha casa se encha.
Porque eu vos digo que nenhum daqueles homens que foram convidados provará a minha ceia. 
(Lc 14:16-24)

Prontos para o trabalho

No início do reinado de Jeoaquim, filho de Josias, rei de Judá, veio esta palavra da parte do Senhor a Jeremias:
“Assim diz o Senhor:
Coloque-se no pátio do templo do Senhor e fale a todo o povo das cidades de Judá que vem adorar no templo do Senhor. Diga-lhes tudo o que eu lhe ordenar; não omita uma só palavra.”
(Jr 26:1-2)

Ah, que tarefa difícil foi confiada a Jeremias! Anunciar no meio da cidade, na frente de todos, para quem quisesse ouvir, que maldição cairia sobre aquela terra se não houvesse arrependimento (Jr 26:4-6).

Mas Jeremias não temeu ou hesitou. Seguiu firme e cumpriu seu chamado, mesmo enfrentando a morte (Jr 26:14).

Certamente não foi fácil. Mesmo bons homens têm dificuldades para enfrentar grandes desafios, ainda que seja em nome de Deus…

Lembram-se, por exemplo, do que fez Jonas ao ser chamado a pregar contra Nínive? Ele fugiu. Mas fugir não foi a melhor solução…
(Clique aqui e leia mais sobre a fuga de Jonas)

Ao sermos convocados por Deus para proclamar Sua glória e anunciar Sua salvação, estejamos como Jeremias, prontos para o trabalho.

Nosso trabalho é proclamar

Então gritei: Ai de mim! Estou perdido! Pois sou um homem de lábios impuros e vivo no meio de um povo de lábios impuros; e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos! (Is 6:5)

Diante da glória de Deus, Isaías reconheceu sua natureza pecadora, mas mesmo consciente de sua pequenez, mostrou-se disponível para servir ao Senhor. Sem hesitar, respondeu ao chamado: Eis-me aqui. Envia-me a mim! (Is 6:8b)

Isaías recebeu a missão, e junto com ela o aviso de que não seria fácil. As pessoas o ouviriam, mas não compreenderiam. Seu coração estaria endurecido e seus olhos, cegos para a verdade. (Is 6:9-13)

Sim, Israel não se arrependeria. Ao contrário, seria destruído pela sua incredulidade.

Mas então, porque Isaías foi enviado?

Bom, ele foi enviado porque a nação de Israel não se salvaria, mas, certamente, alguns poucos seriam alcançados por sua palavra. Essa remanescente era o público alvo de Isaías. Mas, como saber onde encontrá-los?  Não havia como. Por isso, Isaías deveria alcançar o máximo possível de ouvintes.

Muitas vezes tentamos selecionar as pessoas para quem desejamos falar da graça de Cristo. Olhamos para um colega ou parente e pensamos “Não, acho que ele não vai aceitar a Jesus” e deixamos de compartilhar as boas novas com esta pessoa… Estamos errados! Nosso trabalho é proclamar o evangelho aos quatro cantos do mundo, e o Espírito Santo agirá para que corações sejam quebrantados. Não podemos fazer o trabalho de Deus, mas podemos nos empenhar para fazer a nossa parte e orar para que Deus use nossas vidas para alcançar muitas almas.

Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos,
a terra inteira está cheia da sua glória
. (Is 6:3)