Tag Archive for Josué

Roupas limpas

Em uma de suas visões, Zacarias vê Josué, o sumo sacerdote, em pé diante de Deus. As roupas sujas de Josué são trocadas por vestimentas finas e novas; as acusações de Satanás contra ele são rejeitadas pelo Senhor. (Leia mais sobre esta visão no capítulo 3 de Zacarias).

A visão de Zacarias retrata como recebemos a misericórdia de Deus. Nós mesmos nada fazemos. O Senhor remove nossas roupas sujas, os pecados, e fornece-nos roupas boas e novas, a justiça e a santidade de Deus. Tudo o que precisamos fazer é nos arrepender e pedir ao Senhor para nos perdoar.

Quando Satanás tentar fazer com que você se sinta sujo e indigno, lembre-se de que as roupas limpas da justiça de Cristo lhe fazem digno de se aproximar do Senhor.

Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)

Aquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós;
para que nEle fôssemos feitos justiça de Deus. (2 Co 5:21)

Aprovados por Jesus

Josué, filho de Num, servo do Senhor, morreu com a idade de cento e dez anos.
Então os israelitas fizeram o que o Senhor reprova e prestaram culto aos baalins.
Abandonaram o Senhor, o Deus dos seus antepassados, que os havia tirado do Egito, e seguiram e adoraram vários deuses dos povos ao seu redor, provocando a ira do Senhor. (Jz 2:8, 11, 12)

Sempre que um líder falecia, os israelitas enfrentavam o declínio e o fracasso, porque comprometiam seu maior alvo espiritual de várias formas. Abandonaram seu propósito de expulsar todos os povos da terra e adotaram os costumes dos que os cercavam.

A sociedade possui muitas recompensas para oferecer aos que comprometem sua fé. Riquezas, aceitação, reconhecimento, poder e influência. Quando Deus nos dá uma missão, ela não deve ser poluída pelo desejo de aprovação do mundo. Os nossos olhos devem estar fixos em Cristo, que é o nosso Juiz e Libertador.

Escolha seu lado

Josué deixou bastante claro aos israelitas que era preciso escolher um lado, não havia meio termo: ou seguiriam falsos deuses, feitos por mãos, ou serviriam ao SENHOR, o Deus vivo, com integridade e fidelidade.

A escolha de Josué foi expressa, e não apenas por suas palavras bastante famosas nos dias de hoje - Eu e a minha família serviremos ao Senhor (Js 24:15) – mas também, e principalmente, pelo seu modo de viver.

Deus não se agrada de nós quando ficamos em cima do muro. Josué sabia disso e tentou ensinar ao seu povo. É preciso escolher um lado e viver integralmente nele, não apenas com palavras, mas com toda nossa vida. A melhor escolha é estar ao lado de Jesus. Eu já escolhi o meu lado, e você?

O homem certo

Quando terminaram de dividir a terra em territórios delimitados, os israelitas deram a Josué, filho de Num, uma herança no meio deles, como o Senhor tinha ordenado. Deram-lhe a cidade que ele havia pedido, Timnate-Sera, nos montes de Efraim, onde ele reconstruiu a cidade e se estabeleceu. (Js 19:49-50)

A Josué, assim como Calebe, foi permitido escolher sua porção na herança. Era chagada a hora de deixar a vida de nômade e se estabelecer onde quisesse. Ao ler os versículos acima, tive a impressão de que Josué não escolheu uma boa porção, afinal, preferiu às montanhas aos ribeiros e pastos, e, se foi preciso reconstruir a cidade, deve ser porque não havia muito o que se aproveitar ali.

Bom, posso estar enganada, mas de qualquer forma, o simples fato de Josué ter sido o último a receber herança, já confirma sua grande fé no SENHOR e a cada linha da história deste grande homem, entendemos melhor porque Deus o escolheu para essa tão nobre missão, de liderar o Seu povo na entrada em Canaã – era o homem certo, cujo bom testemunho aproximava toda a população de Israel de Deus.

Promessa cumprida

Assim como Josué, Calebe foi um dos doze espias que visitaram a terra prometida antes dos 40 anos de peregrinação pelo deserto. Dos 12, apenas Josué e Calebe foram fiéis a Deus.

A Calebe foi feita uma promessa quando ele tinha 40 anos.

Certamente a terra em que você pisou será uma herança perpétua para você e para os seus descendentes, porquanto você foi inteiramente fiel ao Senhor, ao meu Deus (Js 14:9).

Calebe acreditou, confiou, esperou em Deus e finalmente, recebeu seu galardão.

Então Josué abençoou Calebe, filho de Jefoné, e lhe deu Hebrom por herança. Por isso, até hoje, Hebrom pertence aos descendentes de Calebe, filho do quenezeu Jefoné, pois ele foi inteiramente fiel ao Senhor, ao Deus de Israel. (Js 14:13-14)

Confiar em Deus não será em vão. Receberemos nosso galardão na eternidade, pela graça de Cristo Jesus.

Vitória certa

A cidade murada de Jericó parecia um formidável inimigo. Mas quando Josué seguiu os planos de Deus, os grandes muros não foram obstáculos. A cidade foi conquistada apenas através da obediente marcha do povo (Js 6:1-27).

As instruções de Deus podem ter parecido estranhas, afinal, marchar por 7 dias em volta da cidade inimiga, tocando trombetas e carregando a arca da aliança não é uma forma muito convencional de iniciar uma batalha. Mas dessa forma os israelitas tiveram a certeza de que a vitória foi concedida pelo SENHOR. A batalha já estava ganha (Js 6:2), bastava seguir as orientações de Deus. Os israelitas obedeceram e venceram, porque confiaram em Deus.

A guerra dos santos contra Satanás também já está ganha. Jesus o derrotou por nós.

Portanto, visto que os filhos são pessoas de carne e sangue, Ele também participou dessa condição humana, para que, por sua morte, derrotasse aquele que tem o poder da morte, isto é, o diabo, e libertasse aqueles que durante toda a vida estiveram escravizados pelo medo da morte. (Hb 2:14-15)

Podemos lutar contra o pecado com segurança e a certeza de que venceremos, basta obedecer e confiar em Deus.

Obedecer e confiar

Finalmente Israel estava muito perto da tão sonhada terra prometida. Acamparam no deserto de Parã, de onde enviaram doze espias para que verificassem o território. Por quarenta dia estes homens, representantes das doze tribos, percorreram Canaã e voltaram com seu relatório. De fato, era uma terra fértil e boa, mas os habitantes da região e suas cidades fortificadas assustaram dez dos espias, que tentaram convencer o povo a desistirem de tomar posse de sua terra. Apenas Calebe e Josué confiaram até o fim na promessa de Deus, mas não foi suficiente. O povo voltou ao deserto e peregrinou por mais quarenta anos, até que toda aquela geração morreu e apenas Calebe e Josué foram agraciados com o prazer de pisar na Terra Prometida, porque obedeceram, porque confiaram.

Leia a história completa em Deuteronômio 1:21-40.

Com grandes milagres, Deus tirou os israelitas do cativeiro, fez com que atravessassem o deserto e chegassem às margens da Terra Prometida. Ainda assim, quando foram encorajados a dar o último passo de fé e entrar na terra, eles se recusaram.
Por que os israelitas pararam de confiar em Deus após testemunharem tantos milagres? Por que se recusaram a entrar na Terra Prometida se este era o objetivo deles desde a saída do Egito?
Porque sentiram medo.
Nós costumamos fazer a mesma coisa. Confiamos em Deus para lidar com os problemas menores, mas duvidamos de sua habilidade para cuidar dos grandes, das decisões mais difíceis e das situações mais amendrontadoras. Não deixe de confiar em Deus usando você estiver bem próximo de alcançar seu objetivo! Ele o fez chegar tão longe e não o deixará falhar. Podemos continuar confiando em Deus se lembrarmos tudo o que Ele tem feito por nós.
Fonte: Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal (Ed. CPAD)
 

278º dia: Zc 3-6

Na visão de Zacarias, Josué aparece vestido de vestes sujas diante de um anjo. Então, sem nenhuma ação de Josué, ele é vestido com roupas limpas, incluindo um novo turbante (Zc 3:3-5).

É desse jeito que nossos pecados são tratados por Deus, como trapos sujos. Como um bom pai, Ele não deseja nos ver vestidos assim e por isso nos presenteia com roupas novas e limpas. O que Deus espera de nós em troca de tanta graça? Obediência e gratidão (Zc 3:7).

João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse:
“Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo”.
(Jo 1:29)

77º dia: Js 22-24

Josué foi um homem fiel a Deus. Conduziu com presteza Israel na conquista da Terra prometida. Não temeu os inimigos, pois sabia que Deus lutava por eles (Js 24:18). Sua forte fé foi, sem dúvidas, importante para que o povo se mantivesse nos caminhos de Deus. E mesmo já velho, Josué continuava exortando o povo a ser obediente (Js 24:14). Josué nasceu e morreu fiel a Deus. Uma vida de serviço, dedicada a Deus.

Josué é mais um dos grandes exemplos que a bíblia nos traz… como Abraão, como Isaque, como Jacó, como Moisés…

Que bom foi passar os últimos dias acompanhando as conquistas de Israel, sob a liderança de Josué! Que como ele, nós possamos afirmar em alta voz:

Eu e minha casa serviremos ao Senhor. (Js 24:15b)

74º dia: Js 13 a 15

A terra ainda não estava totalmente conquistada, mas já era tempo de fazer a divisão entre as tribos, tudo conforme Deus orientou. As promesssas de Deus estavam se cumprindo e cada tribo teria sua própria terra, de acordo com sua herança. A promessa feita anos antes a Calebe também foi cumprida e agora, esse homem de grande fé teria a oportunidade de derrotar os gigantes, como tinha desejado anos e anos antes. Josué já estava avançado em idade, mas ainda tinha trabalho a fazer… depois de tantos anos de batalhas, deve ter sido com satisfação que Josué dividiu a terra entre as tribos. Nossa porção, nossa herança, não está neste mundo… Que alegria!