Tag Archive for vigiar

Cumprimentando com amor

Paulo inicia sua carta aos Gálatas se apresentando (Gl 1:1-2) e em seguida cumprimentando seus leitores. Mas não é um cumprimento qualquer… Na verdade, se a carta terminasse no cumprimento já estaria bom. Vejam:

A vocês, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo,
que se entregou a si mesmo por nossos pecados a fim de nos resgatar desta presente era perversa, segundo a vontade de nosso Deus e Pai,
a quem seja a glória para todo o sempre. Amém. 
(Gl 1:3-5)

O cumprimento de Paulo provavelmente foi proposital, ou seja, ele desejava que os galátas, logo no início da leitura, se lembrassem do sacrifício de Jesus e da graça derramada por Seu sangue. Gosto do artifício usado por Paulo. Se todos nos cumprimentássemos de forma semelhante nas mais diversas situações do dia a dia, estaríamos certamente mais alertas e atentos, vigiaríamos mais. Um cumprimento como o de Paulo é ainda uma de amar o próximo, mostrando a ele quanto Deus o ama.

Que bom seria se incluíssemos “Bom dia, com a graça de Jesus”, “Até logo, e que Jesus o acompanhe” ou “Volte sempre e fique com Deus” no nosso vocabulário. Mas não apenas como expressões frias e repetitivas, mas de coração e com amor. Quem nos ouvir perceberá a diferença. E todos faremos uma grande diferença no mundo. Vamos tentar?

Fidelidade, pecado e perdão

A história narrada no capítulo 12 de 2 Samuel é bastante conhecida.

Davi, Bate-Seba e Urias protagonizam em poucos versículos um história triste. Cobiça, adultério, assassinato… O que Davi fez desagradou o SENHOR (2 Sm 12:27b).

O rei ungido por Deus, conhecido pelos seus grandes feitos, sempre preocupado em obedecer ao SENHOR dos exércitos, chegou de uma vez só ao limite do pecado.

Essa trágica história tem muito a nos ensinar, mas vou destacar dois aspectos:

1- Mesmo o mais fiel dos fiéis estará sujeito ao pecado.

O mal nos cerca, nos ronda, usa nossas fraquezas e está sempre à espreita, preparado para nos conduzir diretamente para um caminho de ruína e destruição. É preciso estar pronto para dizer não. Pronto para seguir em frente sem olhar para trás.

Como? Vigiando e orando.

Vigiar para saber discernir o certo do errado. Uma das boas formas de se fazer isso é estudando a Palavra de Deus.

Orar para manter um relacionamento íntimo com Deus. Só com a força dEle em nós seremos capazes de vencer o mal e nos manter afastados do pecado.

2- Mesmo o pecado mais abominável, aos olhos dos homens pode ser perdoado por Deus.

O amor e misericórdia de Deus são infinitos. Ele está pronto a perdoar. Basta que haja arrependimento de coração.

Você está pronto para ser perdoado? Por que não? Não é preciso esperar estar perfeito para pedir perdão a Deus. Não se engane: Essa espera não terá fim. Sem a presença do soberano SENHOR em nossas vidas, nunca alcançaremos nível algum de perfeição. Só Ele é capaz de nos fortalecer o suficiente para nos manter ‘nos trilhos’. Deus quer perdoar hoje, agora, do jeito que somos. Deixar o arrependimento para amanhã pode ser nossa derrota. Arrependa-se hoje. Peça perdão agora. E desfrute da graça de Deus.

329º dia: 1 Co 13-16

Estejam vigilantes, mantenham-se firmes na fé, sejam homens de coragem, sejam fortes. Façam tudo com amor. Pois o amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca perece. (1 Co 16:13-14 / 13:6-8a)

299º dia: Mc 11-13

Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo.
Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar. (Mc 13:33 / 1 Pe 5:8)

É como se um homem, partindo para fora da terra,
deixasse a sua casa, e desse autoridade aos seus servos,
e a cada um a sua obra, e mandasse ao porteiro que vigiasse.
Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o senhor da casa;
se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã,
Para que, vindo de improviso, não vos ache dormindo.
E as coisas que vos digo, digo-as a todos: Vigiai
(Mc 13:34-37)

 

169º dia: 1 Rs 11-13

O final do reinado de Salomão não foi tão glorioso. Isso porque, desobedecendo a Deus, desposou mulheres estrangeiras que o induziram a adorar seus próprios deuses. O sábio rei foi vencido pelo pecado. Seus inimigos aos poucos conquistaram território. Salomão só não foi destronado totalmente, porque Deus cumpriria a promessa que havia feito a Davi (1 Rs 11:1-13 / 42, 43). Mesmo o homem mais sábio, deve permanecer vigilante, ou o pecado dominará.

Depois da morte de Salomão o reino de Israel se dividiu em dois. Sobre a maioria das tribos reinou Jeroboão, da tribo de Efraim. Apenas as tribos de Judá e Benjamim aceitaram como rei o sucessor de Salomão, o seu filho Roboão.

Roboão estava longe, muito longe da sabedoria de seu pai. Ainda antes de ser proclamado rei, já demonstrou sua estupidez ao desconsiderar os conselhos dos anciãos que haviam apoiado o reinado de seu pai e tomou uma decisão que culminou na divisão do reino. (1 Rs 12:4-17)

Por outro lado, Jeroboão começa seu reinado com disseminando a idolatria entre o povo e incentivando práticas pagãs (1 Rs 27-33). Mesmo alertado por Deus, permaneceu nos maus caminhos (1I Rs 13:1-5; 33, 34).

Israel passava por maus bocados nesta fase de sua história. Lembram-se de Provérbios 29:2?

“Quando os justos se engrandecem, o povo se alegra, mas quando o ímpio domina, o povo geme.”

Com certeza Israel sofria neste momento, com a ignorância dos seus líderes. Amanhã a história continua… confesso que estou curiosa… Até lá!